0

Vídeos Infantis - Um Ótimo Mercado

Com um mercado cada dia mais crescente, as filmagens infantis se tornaram um nicho audiovisual lucrativo e promissor, principalmente para quem está começando agora.


Bem no início, as filmagens usavam o sistema VHS na maioria das produções. Era um formato de baixa qualidade e caro. Então, com a evolução da informática e dos formatos de vídeo, tudo ficou melhor e mais barato.

Você pode começar comprando filmadoras Mini-DV, que usam fitas, ou Full HD, que gravam em cartões de memória. Em qualquer um dos formatos é possível fazer vídeos de qualidade, mas tudo dependerá de sua criatividade. Depois é hora de montar uma ilha de edição, que pode ser um PC ou Notebook. Definida a configuração, é hora de escolher um programa para editar seus vídeos.

MovieMaker, o editor de vídeos do Windows

Pinnacle Studio, editor de vídeos amador avançado

Os programas mais comuns, recomendados para iniciantes, são o MovieMaker, que já vem com o Windows XP ou superior e o Pinnacle Studio, que é pago e possui ótimos recursos, muito mais profissionais. Um deles é o Chroma Key, onde você pode trocar um fundo de cor neutra, que pode ser verde ou azul, por outra imagem. Recurso muito usado em jornalismo.

Para começar, eu recomendo que você trabalhe com filmagem de aniversários infantis, que podem ser realizadas na casa da criança, numa Buffeteria ou na escola. Com uma boa conversa, feita previamente com seu cliente, você saberá detalhes como: nome do aniversariante; idade do aniversariante; dia, hora e local da festa; o tipo de música que a criança gosta de ouvir, entre outras coisas. Tudo isso será importante quando você for editar, pois adiantará seu trabalho e dará a você ótimas idéias.

Um vídeo para telão de retrospectiva é outro nicho de mercado muito explorado e lucrativo. Geralmente ele é feito usando-se fotos caseiras, ou de estúdio e cenas de ultra-som aliadas à animações gráficas. Se você cobrar um pouco mais, é possível fazer uma filmagem da criança na casa dela ou em um estúdio com fundo branco. As imagens na casa da criança podem ter momentos descontraídos e emocionantes que os pais não querem esquecer e que o aniversariante adorará assistir após chegar na fase adolescente e até na adulta, pois são momentos que nunca voltarão. Em relação ao fundo branco, é um recurso onde você pode filmar a criança com a lente mais aberta e enquadrando-a lateralmente, nunca no centro do vídeo. Com isso será possível inserir gráficos e caracteres (textos) para ilustrar o seu vídeo, valorizando o resultado final.

Formaturas infantis é outro mercado que eu gosto muito de produzir. Geralmente filmo a salinha com todas as crianças da turma, simulando uma aula com a professora presente, e gravo o rostinho de cada uma, sempre atento aos sorrisos e detalhes insubstituíveis, de acordo com a personalidade delas e respeitando seus limites. Em outro dia, marcado previamente, gravo o teatrinho (se houver) e a entrega dos diplominhas. Porém, tudo depende do cronograma de cada escola. Por isso eu recomendo que você faça uma reunião com o coordenador da escola ou com a responsável pela comissão de formatura da salinha. Isso o ajudará a se organizar e manterá seu trabalho e sua empresa num nível mais profissional e respeitável.

Lembre-se: Ouça mais e fale menos. Afinal, é muito importante que você conheça seu cliente para depois oferecer seu trabalho, pois nem tudo o que você produz pode ser oferecido “de cara”. Guarde sempre algumas “cartas na manga” e aprenda que, assim, você estará sempre reconquistando seu cliente a cada novo trabalho.


Leia Também:

4 Dicas Indispensáveis Para Criar VideoAulas Para Empresas Usando Sua Filmadora Caseira
Como Filmar Vídeos Sociais e Corporativos, Sem Stress
0

E-Book Grátis - Organizando Sua Produtora De Vídeo - Disponível Para Download


Conforme eu havia prometido, já está disponível para download a versão gratuita do e-Book ORGANIZANDO SUA PRODUTORA DE VÍDEO.

Este é um livro que traz muito conteúdo, e que irá ajudá-lo em sua carreira de videomaker, abrindo sua mente para novos horizontes.

Lembrando que esta versão gratuita possui limitações nos textos. Portanto, se você gostar do conteúdo deste trabalho e quiser adquirir a versão completa, basta clicar no link no final desta postagem e garantir seu exemplar impresso. Com isso você estará me ajudando a desenvolver novos trabalhos que agreguem valor a todos os interessados pelo mercado audiovisual.

Faça o download gratuito de seu e-Book AQUI.

Se você gostou do material, aproveite esta oportunidade e compre seu exemplar impresso clicando AQUI.

Um abraço a todos e até a próxima postagem!




0

Como Filmar Vídeos Sociais e Corporativos, Sem Stress

Filmar vídeos sociais ou corporativos requer alguns cuidados básicos. Por isso vou dar umas dicas simples e diretas para que você comece a trabalhar sem investir muito, pois, no futuro, será indispensável que outros profissionais o ajude em suas produções.


1 - Compre uma filmadora HD (que grave com cartões de memória) - Há várias com preço bom no mercado, das marcas Sony e Panasonic, por exemplo. Eu estou indicando uma filmadora porque as HDSLR (câmeras fotográficas que filmam) tem limites na captação dos vídeos. Por isso não gravam uma hora seguida, por exemplo. Veja em sites como Submarino, Ricardo Eletro, por exemplo, as marcas e preços de filmadoras HD. Geralmente elas tem uma faixa de preço de 800 a 1500 reais, dependendo do modelo. Filmadoras profissionais saem na faixa de 5000 reais (as mais baratas) e só são vendidas em sites específicos, como Magics Vídeo, Seegma, Merlin Vídeo, etc. Porém, se seu objetivo for a gravação de aniversários, casamentos e bodas, por exemplo, o uso da HDSLR pode ser uma boa opção, devido sua praticidade, preço e qualidade de imagem.

2 - Invista em um gravador de áudio externo - Você precisará de um gravador de áudio com entrada P2. Essa conexão é ideal para ligar a saída da mesa de som do evento (RCA) no seu gravador (P2) usando um único cabo. Terminada a gravação você poderá usar o áudio captado pela mesa de som e dublar o vídeo, sincronizando com o áudio de sua filmadora e eliminando-o quando a sincronização estiver ok (tudo isso feito na ilha de edição). Se não for possível ligar o gravador na mesa de som por algum motivo, prenda o seu gravador perto da caixa de som que está mandando o áudio para o público. Mas evite colocar o gravador em cima do alto falante. Coloque-o lateralmente, prendendo com fita adesiva e evitando que ele vibre durante as gravações. É uma alternativa barata. Porém, certifique-se que o áudio que estiver saindo da caixa de som está com qualidade. Geralmente algumas empresas colocam mais de uma caixa para o sistema de som. Então teste antes de gravar e veja se o nível do áudio gravado está bom e sem rachaduras (estourado). Você poderá encontrar gravadores de áudio mais baratos no Mercado Livre. Digite "gravadores de voz" e escolha o produto que tenha entrada P2, ou seja, entrada para microfone externo.

3 - Ilumine somente ambientes onde você tem o controle - Se você for fazer gravações em estúdio, use pelo menos dois spots. Um voltado para o teto branco (se houver). Isso tornará a luz difusa e suave. O outro spot você pode usar para iluminar o fundo, tomando cuidado para não iluminar o primeiro plano, pois causará sombras e destruirá a iluminação.

4 - Use iluminação externa somente se a sua câmera não tiver qualidade - Usar um iluminador de LED em cima da filmadora é indispensável em eventos sociais, como aniversários, casamentos, entre outros. Para eventos corporativos, o uso de iluminação artificial (spots) em palestras não é aconselhável, pois você estará destruindo a luz do local e incomodando as pessoas e o palestrante. Mas se você tiver liberdade com os realizadores do evento, use dois spots posicionados nos cantos direito e esquerdo do palco. Se o teto for baixo e pintado de branco, use outro spot posicionado para cima para que você tenha uma luz difusa (suave). Se você perceber que sua filmadora está com uma boa captação de imagem, use apenas um spot voltado para o teto para que você tenha uma iluminação suave e esqueça os iluminadores laterais do palco.

Bem, por enquanto é isso! Você encontrará várias outras dicas por aí, mas para começar sem medo de errar acredito serem essas dicas a melhor opção.

Converse com seus amigos ou pessoas que já produzam vídeos corporativos e troque uma idéia com elas. Pergunte, pois aprender nunca é demais.

Boa sorte e bons trabalhos!
0

Aprenda a Ativar + Edição Básica Com o Lightworks v 11.5 (atualização da postagem anterior)

Depois de muito tempo, decidi publicar este novo tutorial sobre o Lightworks. Ele é um tutorial básico, onde as imagens falam por si, de forma auto-explicativa. Por isso eu aconselho que você clique nas imagens para visualizá-las no tamanho maior.

Confira os tópicos abaixo sobre a nova versão 11.5:

  • Eu destaco, nessa nova versão 11.5, a ativação como uma dor de cabeça a menos do que as versões anteriores. Se antes as pessoas tinham dificuldades para achar a chave de ativação do programa, isso ficou no passado. Agora basta inserir o seu nome de usuário e sua senha cadastrada no site da empresa (cadastre-se neste link: https://www.lwks.com/index.php?option=com_community&view=register) para ativá-lo e usar sem problemas.

  • Um detalhe bom sobre esta versão é que o programa aceita todos os codecs da versão paga. Uma das limitações ficam por conta, principalmente, da exportação final do seu vídeo, limitada ao codec do Youtube e no tamanho máximo de 720p. Mesmo assim, acho isso ótimo para um programa gratuito e profissional como o Lightworks, pois ele mantém a qualidade e não adiciona marca d'água, como outras empresas fazem com seus softwares.

  • Outro detalhe bom é que o gerador de caracteres, antes presente apenas na versão paga, foi ativado para a versão free.

Enfim, os recursos são tantos que vale a pena estudar com calma essa poderosa ferramenta de edição usada há mais de 20 anos pelos editores de Hollywood.


Iniciando a instalação. Baixe o instalador no site entrando neste endereço: http://www.lwks.com/index.php?option=com_lwks&view=download&Itemid=206 e execute o arquivo. Lá você terá as opções para baixar as versões do Windows e do Linux de 32 e 64 bits.



Se você não tiver o QuickTime instalado em seu PC, aparecerá esta tela.


Não se preocupe. Deixe a instalação pausada, baixe o QuickTime.



Instale o QuickTime.


Pronto! Você já pode continuar sua instalação do Lightworks. Siga atentamente as telas abaixo.




Nesta tela você deve digitar para quantos computadores irá usar seu software. Eu coloco 10, assim como recomenda o site.






Execute o Lightworks.


A mensagem na minha tela foi porque eu instalei o programa no meu notebook Dual Core, que possui apenas 2 GB de memória. Recomendo usar o Windows 7 Professional, que é mais leve e funcional.


Finalmente nesta tela você resolverá seu problema de ativação do programa. Basta inserir seu nome de usuário e sua senha usados no seu cadastrado do site. Assim seu Lightworks iniciará normalmente, terminado de vez com o problema anterior que tínhamos para achar a chave de ativação.


Aqui você dará um nome ao seu projeto.


Aqui você escolherá o Frame Rate. Eu uso no automático, conforme você pode ver na tela.


Aparecerá esta tela para você selecionar o diretório onde estão seus arquivos.


Clique no ícone Places para ter acesso aos seus diretórios.



Use a opção Create Link na hora de importar seus vídeos. Isso evitará recompressão dos arquivos e desperdício de espaço no seu HD. Afina, agora a versão free aceita todos os codecs da versão paga.


Selecione seus vídeos e clique em Import.


Aparecerá uma janela de importação, conforme a tela acima, indicando os vídeos que estão sendo importados.


No fim, aparecerá esta janela com seus arquivos. Ela pode ser renomeada conforme sua necessidade.


Na aba Tools você verá a setinha usada para importar novos clips.


Nesta outra janela você verá o ícone para criar uma Timeline.


A Timeline criada é o seu projeto em si, que pode ser principal ou não, pois você poderá criar infinitas timelines e editar seu vídeo ou filme em blocos e depois inclui-los em uma timeline final, usando as imagens editadas como clipes individuais. Isso o ajudará a não se confundir ao ter várias imagens na mesma timeline.


Dando dois cliques sobre um vídeo, aparecerá a janela de corte como a da imagem acima.


Veja as imagens e aprenda como cortar e inserir seus vídeos na timeline.





Na lateral direita da janela de corte você poderá escolher se irá inserir somente o vídeo e o áudio ou ambos. Basta clicar nos ícones V1, A1, A2 para habilitar ou desabilitar o que irá usar.


Insira seu primeiro vídeo na timeline e comece sua edição.



Clique no ícone de ferramentas da timeline para ter acesso à esta janela. Nela você terá acesso aos comandos para adicionar pistas, entre outros recursos.


Adicionando uma pista de vídeo.




Use o ícone Replace para adicionar apenas o vídeo.


Siga as telas abaixo e estude.





Aqui uma fusão adicionada entre duas imagens.





Siga as mesmas etapas acima e adicione mais pistas de vídeo ou áudio em seu projeto.








Configurando a visualização na janela Preferences de seu projeto.



Na aba do seu projeto, você verá as telas com as opções para configurar seu projeto e alterá-lo conforme sua necessidade.


















Aqui um desespero que aconteceu comigo. A janela do projeto sumiu. O quê fazer?


Não se desespere. Clique no ícone Search.


Na aba Logs, habilite os ícones conforme a imagem. As suas timelines aparecerão ao habilitar a opção Edits.


Dê dois cliques no ícone com o nome de sua Timeline.


Ou arraste para fora da janela.


Você verá uns ícones representando cada janela.


Clique no ícone da Timeline.


Agora clique no ícone do Monitor.


Continue sua edição.


Usando os mesmos comandos para adicionar efeitos, coloque os Fades IN e OUT no seu vídeo para dar o acabamento.








Adicione caracteres. Veja como a janela é completa.


Clicando com o botão direito sobre seu vídeo que já esteja com o texto aplicado, use a opção Unfold para separar o gerador em uma pista.


Veja o resultado.


Desabilite os ícones das pistas de áudio e vídeo.


Determine o tamanho do gerador e reposicione-o na timeline usando os mesmos recursos de cortes de áudio e vídeo.


Habilite as camadas novamente.


Clique no ícone de exportação, conforme a imagem acima, para exportar seu vídeo, que terá uma resolução máxima de 720p no formato MP4, usado pelo YouTube.


Escolha o diretório e aguarde pela exportação de sua edição.


Se tudo correr bem, aparecerá esta janela confirmando o sucesso da exportação de seu vídeo.


Agora, basta assistir seu filme, mostrar aos amigos, compartilhar na web ou se aventurar no mundo profissional com essa ferramenta simples, funcional e gratuita.

Boa sorte e bons trabalhos!



Leia também:

Editando Vídeos No Photoshop CS6
4 Dicas Indispensáveis Para Criar VideoAulas Para Empresas Usando Sua Filmadora Caseira
Aprenda Edição de Vídeo Com Este Livro e Seja Um Profissional de Sucesso - 1ª Edição

DIREITOS AUTORAIS DESTE BLOG


Licença Creative Commons
TUTORIAIS E VIDEOAULAS - Compartilhando Conhecimento de Fernando Magaldi é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://consultoriaetutoriais.blogspot.com.br/.
Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponível em fermagaldi@ig.com.br.

Fernando Magaldi / Todos os Direitos Reservados - 2010 / 2013